sexta-feira, abril 29, 2005 


Traz-me lírios e malmequeres
Meu amor, quando voltares,
Traz-me ramos de rosas
e túlipas aos pares.

Traz flores que encham,
todas as jarras vazias
do nosso lar.

Traz contigo
beijos e carinho
Em forma de presente.

Em troca,
pinto um quadro
em forma de jardim,
Os dois passeando de mãos dadas
E tu sorrindo para mim.

28/04/05

Posted by Clitie at 21:04 0 comments

quinta-feira, abril 28, 2005 

"Aprendi que o maior obstáculo à felicidade é desejar muito, por isso, para mim felicidade é a vivência de pequenas felicidades. Agora encontro-a aqui, contigo, no apaziguamento sereno dos desejos e inquietações, uma felicidade triste que me faz feliz."

Júlia Nery "O segredo Perdido"

Posted by Clitie at 23:28 0 comments

 

Deriva


Sou marinheiro à deriva
Em águas tormentosas,
Ansiando ancorar
Em porto seguro.

Colocar os pés em terra firme
E isolar-me de mim mesma...
Esquecer o tempo que me envolve
Em manto de nevoeiro.

Sou noiva e sou viúva
em leito nupcial,
Quedei-me virgem em memória do passado.

Rasgando o peito em fúria
Jorrando de minh'alma os sentimentos,
Desnudo-me perante ti

Entra em mim
lançando tua ancora,
Que se faz tarde neste momento.

Entra em mim
e dá-me vida,
Que a minha morte já perdura...

28/05/05

Posted by Clitie at 22:35 0 comments

 


Hoje estou só
Sinto-me à deriva,
Romperam-se as amarras
Que te prendiam a mim...

Posted by Clitie at 21:32 0 comments

quarta-feira, abril 27, 2005 

Por acaso

Eu teria ficado bem
Se tu não tivesses sorrido
Quando os nossos olhares se cruzaram por acaso

Mas desde que me sorriste
E que falámos e nos tocámos
O meu sonho é outro
Entrei em conflito
E sinto-me perdida

Elspeth Sandys

Posted by Clitie at 22:22 0 comments

quinta-feira, abril 21, 2005 



"...e eu então com os olhos perguntei-lhe
e ele então perguntou-me se eu queria...
e eu primeiro rodeei-o com os meus braços sim
e puxei-o para mim
para tornar a perguntar se sim
para ele poder sentir o perfume dos meus seios
e o seu coração batia como louco
e eu disse que Sim que queria"

James Joyce

Posted by Clitie at 22:23 0 comments

quarta-feira, abril 20, 2005 



Hoje
vesti-me de Primavera,
os meus beijos
são pétalas de flôr,
E o meu corpo
tronco plantado em terra fértil,
dando frutos
que esperam a época da colheita

Posted by Clitie at 22:26 0 comments

 


Hoje
deixarei destrancada
a porta do meu quarto,
Para que possas entrar
e invadir-me de prazer.

Posted by Clitie at 20:36 0 comments

segunda-feira, abril 18, 2005 

Sempre que o tempo passa
As horas voam...
Dou por mim numa melancolia
desnecessaria.
Penso no que perdi,
No que podia ter tido...

Porquê?

Que a cegueira me toque!
Que a bebida me arruine!
Se estou desprovida de sentimentos...

Que venha algo
De grandioso para me encher de esperança.

1993/07/09

Posted by Clitie at 21:43 0 comments

 

I belong to you


You are the flame in my heart
You light my way in the dark
You are the ultimate star

You lift me from up above
Your unconditional love
Takes me to paradise

I belong to you
And you
You belong to me too

You make my life complete
You make me feel so sweet

(...)

Lenny Kravitz

Posted by Clitie at 21:26 0 comments

sábado, abril 16, 2005 


Que tristeza! A infinidade chegou...
Chegou ao fim...nada restou,
A infinidade foi um caminho curto!
Demasiado...curto.
Depois desiste-se de sonhar
de amar
por fim de viver...

A infinidade chegou...
Com ela o Inverno da Alma
E o frio dos sentidos.

Já todos se foram
E eu fiquei perdida no caminho,
Á espera que chegasse.

E chegou a hora da partida
Não levou nada na Alma...
Não levou Alma consigo.

Tudo passou...
E a Infinidade chegou!

15/03/03

Posted by Clitie at 22:12 0 comments

quinta-feira, abril 14, 2005 




Hoje acendeu-se,
Uma chama no meu coração.

Se veio para ficar? Não sei.
Se consegue resistir
aos ventos que teimam em soprar,
O tempo dirá.

Posted by Clitie at 23:26 0 comments

 

Hoje encontrei um amigo
ali ao fundo da rua.

Sentámo-nos à sombra
da grande árvore da vida,
Falámos dele, falámos de mim...

Lembra-mos coisas...
E ficámos com a certeza que a nossa amizade duraria.

Posted by Clitie at 21:37 0 comments

terça-feira, abril 12, 2005 

Momentos

Que tristezas invadem meu coração
à medida que as horas passam,
Sinto que te afastas de mim...mais um pouco.

Que dúvidas me penetram e dilaceram a alma,
Se aos pensamentos não consigo contê-los.

Posted by Clitie at 22:28 0 comments

 

Queres companhia?

Queres companhia?
Pudemos sair os dois por ai...
De mãos dadas, qual casal enfeitiçado.

Iamos pela calçada à beira mar,
O mar cantando para nós
E nós felizes porque estávamos de mãos dadas.

Vamos colher flores naquele canteiro
E trocamos beijos escondidos...
Sempre de mãos dadas.

E não me largues
Porque me perco nesta vida sem ti.

Posted by Clitie at 21:55 0 comments

domingo, abril 10, 2005 

História da moura encantada



É a história
de uma moura de encantar;
Cantava lindas baladas
E a todos fazia chorar.

Era uma moura de encantar,
Vestida de cor de prata
Como as noites de luar.
Era uma moura apaixonada
que até o mais duro fez sonhar...

Mas os seus dias foram breves
e o seu amor intenso;
Tão lindo de encantar,
O mais bravo a lutar.

Era tão frágil como o ar
Tão segura de amar
Aquele jovem e belo lutador,
que tanto a fez sofrer por amor.

Fez sofrer e sofreu,
o que o destino prometeu!
Como é tanta a crueldade!
Como é tanta a maldade!

Mas juntos se elevaram aos céus
E juntos reencarnaram
E andam hoje por ai...
Quem sabe...a voar.

1992

Posted by Clitie at 15:33 0 comments

sábado, abril 09, 2005 

Os livros da minha vida


"O Grande Meaulnes", Alain Fournier

"Transporta-nos ao mundo transfigurado da adolescência, em que o real e o imaginário se fundem, reflectindo uma imagem exacta do marvilhoso que povoa os anseios da juventude."


É um imaginário que vale a pena ser lido, é um mundo de fantasia com que todos nós já sonhámos.

Posted by Clitie at 21:03 0 comments

sexta-feira, abril 08, 2005 

A carta

Ana Maria Neves
No umbral da porta, aguarda...
A carta há-de chegar, com noticias
Do lado de lá do horizonte.

Palavras de apreço,
Palavras de gratidão.

Palavras dela, falando de amor
falando de promessas.

A carta há-de chegar...

Posted by Clitie at 21:51 0 comments

quarta-feira, abril 06, 2005 



Há dias,
em que me sento de frente
para uma parede
e projecto nela imagens do passado.

Passam rápido...
Não consigo alcançá-las.
Depois dou-me conta de que é tarde...

Posted by Clitie at 21:24 0 comments

Outros blogues